O Framework do Power BI: 4 etapas para implementar qualquer projeto

O Framework do Power BI: 4 etapas para implementar qualquer projeto

O Power BI é um conjunto de ferramentas da Microsoft muito utilizado por quem está começando a trabalhar com Business Intelligence e por quem já está mais consolidado nesse mercado.

Mas até quem já tem mais experiência pode se confundir com esse grande guarda-chuva de produtos: entre Power BI Desktop, Power Query e Power BI Service, pode ser difícil entender e colocar na prática todos os recursos de maneira eficiente.

É aí que entra o framework, que é um conjunto de pilares que você deve manter em mente ao utilizar essa suíte.

Nesse artigo, você vai aprender as quatro etapas que qualquer projeto de Power BI precisa seguir para ter sucesso na implementação.

Infográfico: O Framework do Power BI

1. Fonte de dados

Em primeiro lugar, você precisa conectar o Power BI Desktop à fonte de dados que deseja utilizar.

Esses dados podem vir do Excel, do Mailchimp, de um banco de dados relacional, de uma API ou de qualquer outra fonte que seja relevante para o seu projeto.

Mas atenção: nesse primeiro momento, os dados não virão com a formatação final que você deseja – e isso nos leva ao próximo passo.

2. Limpeza e transformação dos dados

Nessa etapa, você vai pegar os dados da fonte original e transformar essas informações da forma que desejar utilizando o Power Query.

É aqui que você poderá trocar os caracteres, corrigir a acentuação, escolher o formato numérico, remover ou adicionar espaços em branco, ou qualquer outra mudança necessária.

Além da limpeza dos dados, você também pode transformar a maneira como eles estão organizados: insira e exclua colunas, unifique as tabelas ou crie novas. Tudo isso sempre pensando no objetivo do seu projeto!

3. Modelagem dos dados

Após fazer a limpeza e a transformação dos dados, é hora da modelagem!

Nessa fase, você vai criar um modelo Star Schema ou Entidade Relacionamento (ER).

Se preferir, você pode deixar os dados desnormalizados, ou seja, em um “tabelão”, que também é uma forma de modelagem.

4. Visualização dos dados

Na última etapa, é hora de dar vida aos dados usando a visualização.

Você pode transformar todas as informações que importou em relatórios, dashboards ou gráficos.

Para isso, lembre-se sempre do seu objetivo, pois as diferentes formas de visualização podem ser usadas para situações diferentes, como comparação, parte de um todo, entre outros.

E se você não sabe por onde começar ou quer aprimorar sua visualização, faça o download gratuito de 5 templates de relatório para o Power BI, com opções para E-mail Marketing, Vendas, Recursos Humanos, Suporte e Social Media. É só mudar as informações para as da sua empresa!

5 modelos gratuitos de relatório para o Power BI

E agora?

Depois de seguir esses quatro passos, é hora de publicar seu projeto no Power BI Service. Embora também seja possível usar o projeto localmente, o serviço de nuvem permite compartilhar seu trabalho e acessar tudo no mobile.

Agora você já sabe as quatro etapas e pode aplicar o Framework do Power BI em qualquer projeto!

Quer aprender mais?

Assista ao vídeo abaixo e confira minha playlist sobre Power BI.